TechnoDia - Seu blog de Tecnologia

De tecnologia a gente entende!

spam

Todos nós sabemos o quanto o spam pode ser chato, embora já haja ferramentas altamente sofisticadas que podem reduzir uma grande maioria desse spam, mesmo assim à que tomar precaução devida porque nada nos protege 100%, é bem possível que algo escape!

Normalmente as pessoas que trabalham neste “negócio” também não são as pessoas mais seguras como é o exemplo do Alexey Tolstokozhev (que o seu nome em russo tem o significado de ‘Thick Skin’), o spammer foi assassinado enquanto estava na sua casa de luxo perto de Moscovo, foi alvejado com vários tiros na cabeça, e de acordo com as autoridades o último tiro poderá ter sido um golpe de marca extremista existentes na Rússia (conhecidos como “killers” na Rússia).

O Tolstokozhev era um spammer famoso que enviou milhares de emails contendo alusão ao viagra, a pílulas para o alargamento do pênis entre outros medicamentos, as suas ligações nestas mensagens de email normalmente conduzem a algumas farmácias que pagavam ao Tolstokozhev uma parte das suas receitas, como é do conhecimento de alguns, isto trata-se de um filão, de um poderosíssimo esquema de spam mundial.

Estima-se que Tolstokozhev era responsável por 30% de todo o viagra, pílulas para o alargamento do pênis entre outros medicamentos que chegam por mail designado de spam. Para isso Tolstokozhev empregou uma rede de computadores infectados com (“botnet”) que alugou a alguns hackers.

Será que o spam é lucrativo?

Segundo o que as autoridades Tolstokozhev terá feito possivelmente $2 milhões de dólares (equivalente a um milhão e meio de euros) sozinho em 2007, comparando agora com o salário médio mensal russo é $400 equivalente a 282.35 euros.

Este é o segundo caso de spammer assassinado na Rússia, outro exemplo de spammer russo foi, Vardan Kushnir, que foi assassinado em 2005.

É caso para perguntar: Será que o spam é lucrativo?

Via PeopleWare

COMPARE PREÇOS DE NOTEBOOKS, IMPRESSORAS, PROJETORES, CÂMERAS DIGITAIS, PLACAS DE VÍDEO E SMARTPHONES NO BUSCAPÉ!

Bill Gates

Em uma viagem para a África, ninguém menos que Bill Gates teve seu pedido de visto negado.

Motivo? Ele não havia apresentado provas de que pretendia voltar a seu país de origem, e não permanecer ilegalmente na Nigéria, tornando-se assim um peso para a Previdência Social e o sistema de saúde.

Com auxílio de uma empresa especializada em resolver esse tipo de problema, surgiu uma carta do Banco de Gates, garantindo que ele tinha fundos suficientes para voltar, e interesses nos EUA, não querendo se tornar cidadão nigeriano, ou imigrante ilegal.

Levando-se em conta o dinheiro que a Fundação Bill and Melinda Gates já distribuiu por aí - em 2006, na área de saúde, fora dos EUA foram US$916 milhões - a Nigéria deveria ter um terminal de aeroporto só pro cara, ou pelo menos ficar de olho.

Via O Kraken

COMPARE PREÇOS DE NOTEBOOKS, IMPRESSORAS, PROJETORES, CÂMERAS DIGITAIS, PLACAS DE VÍDEO E SMARTPHONES NO BUSCAPÉ!

ie7

O download do Internet Explorer 7 por usuários que rodam cópias piratas do Windows XP está liberado apenas para algumas geografias e o Brasil não é uma delas, de acordo com Ricardo Wagner, gerente de produtos Windows Vista da Microsoft Brasil.

Segundo o executivo, o piloto para liberação do IE7 para download sem passar pelo processo de autenticação do programa WGA (Windows Genuine Advantage), anunciado na última semana, por meio do IEBlog, se restringe, por enquanto a Alemanha, Argentina, Canadá e Taiwan.

Logo após o anúncio da Microsoft - que não mencionava as restrições de idioma ou geografia -, leitores do IDG Now! reportaram problemas para baixar a versão do browser em português.

“O IE7 está disponível sem o check de autenticidade somente na língua inglesa. Quem quiser em português vai ter que mostrar o ‘passaporte’ senão é ‘deportado’”, escreveu o leitor identificado como Marcio, em um comentário com o título “Piratas americanos têm mais privilégios”.

De acordo com Wagner, não há previsão de prazo para que o download do IE7 por usuários pirata do XP seja liberado no Brasil.

O movimento da Microsoft foi encarado com desconfiança pelos internautas. “Será que a MS não está criando ferramentas para criação ou gerenciamento ou até mesmo algum produto novo online que somente possa ser acessado via IE7?”, questionou um leitor identificado como Delta Notebooks.

Outros leitores associaram o movimento à perda de market share do navegador da companhia para o rival Firefox. “Fica claro qual é o objetivo principal da MS com relação a liberação do Internet Explorer a usuários do Windows XP pirata. Reagir contra o crescimento do Mozilla Firefox”, comentou o leitor Welberth.

Wagner rebateu as teorias reforçando a explicação oficial de que objetivo é levar os recursos avançados de segurança da nova versão do IE ao maior número possível de usuários. “O IE trouxe muitos avanços na área de segurança e essa medida está relacionada à proteção do nosso ecossistema de usuários”, afirmou o executivo.

O IE7 pode ser baixado sem autenticação por usuários do Windows XP SP2, Windows XP 64 bits e Windows Server 2003, nas regiões participantes do piloto, segundo Wagner.

Via IDG Now!

COMPARE PREÇOS DE NOTEBOOKS, IMPRESSORAS, PROJETORES, CÂMERAS DIGITAIS, PLACAS DE VÍDEO E SMARTPHONES NO BUSCAPÉ!

Service Pack 3

Funções do Vista aparecem num beta do Windows XP SP3 recém-liberado pela Microsoft.

O beta foi distribuído pela Microsoft a um grupo restrito de testadores. Chamada de Windows XP SP3 build 3205, essa versão traz 1 073 atualizações não incluídas nos service packs anteriores. Delas, 114 são correções para falhas de segurança. As outras resolvem problemas de desempenho, compatibilidade e confiabilidade. A conta é do pessoal do site NeoSmart, que teve acesso ao beta.

O fato surpreendente é que o SP3 também inclui recursos novos herdados do Windows Vista. Os quatro mais importantes são estes:

1. Novo esquema de ativação, que dispensa a digitação da chave do produto.

2. O recurso de segurança chamado de Network Access Protection, que, no Vista, foi bem recebido pelos especialistas.

3. Novo módulo de criptografia integrado ao kernel. Drivers e serviços que rodam no modo de kernel poderão usar esse módulo para acesso a vários algoritmos criptográficos.

4. Detecção e correção de "roteamento em buraco negro", falha que ocorre ocasionalmente em redes TCP/IP.

O Windows XP SP3 deve ficar pronto no primeiro semestre de 2008. Deverá ser o último pacotão de atualizações para o Windows XP. Mais ou menos na mesma época, deve sair o primeiro service pack do Windows Vista.

Via INFO Online

COMPARE PREÇOS DE NOTEBOOKS, IMPRESSORAS, PROJETORES, CÂMERAS DIGITAIS, PLACAS DE VÍDEO E SMARTPHONES NO BUSCAPÉ!

O magnata da mineração Alisher Usmanov

Quando um bilionário nascido no Uzbequistão e um ex-embaixador britânico sem papas na língua se chocaram por causa de um blog crítico, o primeiro resultado foi equivalente a censura na Internet.

O "web log" (ou blog) diário do ex-embaixador do Reino Unido no Uzbequistão, Craig Murray, desapareceu depois que o provedor de Internet de Murray na Grã-Bretanha recebeu uma enxurrada de intimações ameaçadoras exigindo a retirada da informação "potencialmente difamatória" sobre Alisher Usmanov, um magnata da mineração uzbeque que tem uma crescente participação no time de futebol inglês Arsenal.

Duas semanas depois, Murray não está mais blogando, mas suas opiniões corrosivas deverão voltar à tona através de um provedor de Internet da Holanda, cujas leis contra difamação são mais brandas, que oferece refúgio para blogueiros polêmicos dos EUA e da Inglaterra. E com essa viagem Murray despertou o apoio e a revolta geral de blogueiros e provedores de Internet, que se queixam de que as exigências das empresas estão ficando mais freqüentes em vários países.

"Eu pessoalmente prevejo que a próxima área de crescimento não é a censura aos sites de fabricação de bombas na Web", disse Richard Clayton, um pesquisador de segurança informática da Universidade de Cambridge e membro da Iniciativa OpenNet, que rastreia a censura à Internet em todo o mundo, "mas sim queixas sobre difamação e processos jurídicos."

A odisséia de Murray começou no início de setembro, quando ele publicou em seu blog uma descrição pejorativa de Usmanov.

A firma de advocacia de Londres Schillings, especializada em entretenimento e mídia, revidou o ataque em nome de Usmanov com advertências legais ao provedor de Internet do blog, Fasthosts, exigindo a eliminação da publicação dentro de 24 horas.

Seguiram-se outras cartas, e na quarta queixa a Fasthosts simplesmente desativou o site -juntamente com dois outros servidores, fechando mais de uma dúzia de outros sites, incluindo o de um membro do Parlamento britânico.

"É extremamente assustador que isso possa acontecer, porque eles podem retirar uma coisa que nem foi verificada no tribunal, sem qualquer sanção legal a não ser uma carta de um advogado caro", disse Murray em entrevista. "Fico muito contente de que isso seja verificado no tribunal. Por que eles não fazem isso? Porque atrairá pessoas que conhecem a verdade sobre o assunto."

Depois que seu blog foi silenciado, vários outros blogueiros com opiniões diversas em política começaram a organizar uma coalizão para buscar proteções jurídicas, segundo Tim Ireland, um consultor de marketing on-line cujo blog também desapareceu quando os servidores foram fechados.

A Associação de Provedores de Serviços de Internet (Ispa na sigla em inglês), o principal grupo setorial dos provedores britânicos, também vai realizar este mês uma reunião de seus membros para discutir a questão.

"A ameaça é e sempre será o dinheiro", disse Ireland. "O poder cria as leis. Temos de retirar pelo menos um aspecto da lei antidifamação no Reino Unido, que dá uma vantagem injusta às pessoas que têm dinheiro."

Enquanto isso, as acusações de Murray, que também estão em sua autobiografia, "Murder in Samarkand" (Assassinato em Samarkand), continuam se disseminando para outros blogs, indicando as potenciais conseqüências de se tentar abafar informações.

Rollo Head, um porta-voz de Usmanov, disse que o empresário e seus assessores estão satisfeitos com os instrumentos usados para contestar as informações prejudiciais e enganosas. "Estamos muito tranqüilos com a estratégia que adotamos em relação ao site da Web", ele disse.

Usmanov contratou a Schillings, que é especializada em "proteção de reputação" e se gaba de defender astros. Harriet Campbell, uma advogada da firma, se recusou a discutir o impacto da estratégia adotada, dizendo em uma mensagem eletrônica que, "como qualquer firma de advocacia profissional, a Schillings não comenta suas instruções ou a abordagem das questões de seus atuais clientes".

Mas em seu site na Web a firma oferece uma lista de dicas para contestar os críticos on-line em plano internacional, descrevendo um cliente, um rico executivo, que foi acusado de comportamento antiético e crimes financeiros em um site dos EUA.

Nesse caso, a firma britânica empregou tática semelhante. Contatou o provedor de Internet, "avisando-lhe que apesar de as alegações terem sido fisicamente publicadas nos EUA elas eram difamatórias sob a lei britânica pois podiam ser acessadas no país".

O provedor retirou o material, segundo a Schillings, e "quando a fonte foi revelada e ficou sem publicidade, rapidamente fez um acordo para evitar um processo de difamação".

Companhias dos EUA, Canadá e Austrália já atuaram contra blogueiros para remover material com direitos autorais ou pediram a remoção de comentários críticos publicados por visitantes dos blogs.

Mas os blogueiros britânicos são especialmente vulneráveis a queixas de difamação por causa de uma decisão jurídica anterior que considerou os provedores de Internet como divulgadores de material difamatório se não reagirem quando alertados sobre um problema. O resultado é que os provedores são obrigados a decidir quem está dizendo a verdade.

"É uma coisa que os provedores têm de administrar como parte da administração de suas empresas", disse Brian Ahearne, um porta-voz do grupo setorial de provedores. "Não é algo em que a Ispa queira se envolver, e eles não deveriam ser juiz e júri a respeito disso."

Algumas firmas de advocacia adotaram uma abordagem ainda mais direta, ameaçando os blogueiros com advertências legais ríspidas.

Richard Brunton, um escritor escocês que tem dois blogs, disse que em abril passado começou a receber avisos de uma firma de lazer do Reino Unido que ficou irritada com comentários publicados por visitantes do seu blog, no qual ele resenha produtos, desde videogames a assoalhos de bambu.

Brunton disse que parecia que alguns funcionários contrariados tinham publicado comentários com referências específicas a empregados da companhia. Então ele os eliminou, segundo disse, mas depois recebeu intimações legais sobre comentários críticos publicados por pessoas que descreveram suas experiências com a empresa.

Brunton e o blogueiro britânico Tim Ireland disseram que as empresas parecem se mobilizar para agir contra comentários críticos quando os blogs aparecem entre os primeiros resultados de uma pesquisa no Google. Esse foi o caso dos comentários cáusticos de Murray sobre Usmanov, que surgiram no topo dos resultados em buscas com o nome do bilionário.

"As pessoas aprenderam uma lição para o futuro", disse Ireland. "É por isso que estamos na luta. Na próxima vez pode ser qualquer um."

Via Herald Tribune

COMPARE PREÇOS DE NOTEBOOKS, IMPRESSORAS, PROJETORES, CÂMERAS DIGITAIS, PLACAS DE VÍDEO E SMARTPHONES NO BUSCAPÉ!

Vagas da semana:

• Programador ASP
• Programador Java
• Programador PHP
• Programador Delphi
• Design
• Suporte
• Estagio
• Analista

Confiram detalhes em:
http://www.bahiainfo.com.br

[]!

COMPARE PREÇOS DE NOTEBOOKS, IMPRESSORAS, PROJETORES, CÂMERAS DIGITAIS, PLACAS DE VÍDEO E SMARTPHONES NO BUSCAPÉ!

nokia-siemens

A Siemens está insatisfeita com suas joint ventures ao lado da finlandesa Nokia e da japonesa Fujitsu.

A afirmação o novo chefe da empresa em meio ao anúncio de uma reestruturação na administração.

Em comentários feitos na quinta-feira e embargados para divulgação até esta sexta-feira, o presidente-executivo Peter Loescher também minimizou rumores recentes de que poderia vender o negócio de iluminação da Siemens, a Osram, ou as operações com trens, a TS.

"Nós não estamos satisfeitos com a NSN", disse ele, referindo-se à empresa de equipamentos de rede Nokia Siemens Networks. Ele também expressou desagrado com o desempenho das operações de computadores da Fujitsu Siemens, mas se recusou a comentar se a Siemens quer sair dessas empreitadas.

O sindicato alemão IG Metall afirmou no começo da semana que a Siemens pode estar buscando se livrar da fatia de 50 por cento nas operações da joint venture com a Nokia.

Fontes da indústria disseram à Reuters na quinta-feira que a Nokia e a Siemens são aliadas na operação de equipamentos para telecomunicações até 2013, e que uma saída exigiria consenso mútuo.

Loescher disse que a empresa seria alinhada no futuro tendo seus principais três negócios como norte.

O objetivo é dar mais poder às pessoas que comandam as três principais operações --infra-estrutura, energia e tecnologia médica, disse ele.

Via INFO Online

COMPARE PREÇOS DE NOTEBOOKS, IMPRESSORAS, PROJETORES, CÂMERAS DIGITAIS, PLACAS DE VÍDEO E SMARTPHONES NO BUSCAPÉ!

Últimos Posts

Últimos Comentários

Anuncie

Quality Importados!

Vídeos

Carregando...

Parceiros

Quer ter o banner de seu site exposto no Technodia? Clique aqui e faça parte!
Omedi
Caramujo.Org
WeX
Seal Paul
Muambeiros
COISAS DA VIDA

Feeds

Faça a sua Parte!

Faça uma Internet Melhor!
Faça o Download do Firefox Faça o Download do Opera Faça o Download do Safari Faça o Download do IE7

Blogosfera

Me Adicione!
Add to Technorati Favorites
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs
BlogonPhone

Categorias

Visitantes

website counter